Contabilidade Consultiva em Juiz de Fora, Contabilidade em Juiz de Fora

Consultoria Empresarial / Assessoria Empresarial

O empresário, ao estruturar o seu negócio, precisa ter acesso às melhores ferramentas a fim de traçar as estratégias que tenha como resultado a maximização do lucro. O planejamento tributário parte do princípio de que toda a empresa tem a faculdade de se organizar ou se reorganizar, visando à incidência da menor carga tributária dentro dos limites aplicáveis à legislação de seu segmento.

Trata-se de uma técnica gerencial que busca projetar as operações, visando o conhecimento das obrigações e encargos tributários inseridos em cada alternativa fiscal, podendo adotar aquela que possibilite a anulação, redução ou adiamento do ônus fiscal, dentro da legalidade.

A reestruturação administrativa busca aprimorar o desempenho dos negócios, através de um enfoque específico e de um diagnóstico preciso das necessidades da empresa e dos procedimentos que vêm sendo adotados, visando programar práticas inovadoras para a obtenção de resultados efetivos, dentro dos quais no geral tem como prioridade:

- Auxílio em atividades que envolvam as suas estratégias empresariais;
- Verificação e evidenciação de eventuais contingências fiscais, visando proporcionar um maior grau de confiabilidade às demonstrações financeiras

A elaboração do Plano de Negócios é um dos passos mais importantes na gestão financeira de qualquer empreendimento novo ou na expansão de um negócio já existente.

O plano de negócios é um documento utilizado para descrever um empreendimento e o modelo de negócios que sustenta a empresa, sendo um instrumento de redução de riscos e indicador de novos rumos. Permite ao empreendedor situar-se no seu ambiente de negócios.

As atividades empresariais estão em constantes mudanças, dentre elas o avanço tecnológico. A crescente competitividade, aliada à grande necessidade de medir fatores como preço, custos, qualidade, tempo e inovação, estimulam o aprimoramento dos sistemas de informações.

Neste cenário, os Sistemas de Informações compõem uma série de elementos inter-relacionados que coletam, manipulam e armazenam dados e informações para a tomada de decisões.

Para a perfeita utilização das informações geradas pelos sistemas faz-se necessário a parametrização do fluxo de informações desejadas, bem como sua aferição periódica para a assertividade de interface entre os processos com objetivo de manter a harmonização de seus subsistemas.

A Gestão de Custos é um importante instrumento de controle e decisões gerenciais, através do fornecimento de dados para a determinação de padrões, orçamentos e outras formas de previsão, proporciona à empresa um maior controle sobre os valores a serem atribuídos aos produtos e/ou serviços e gerar informações que alimentam o processo de tomada de decisões.

Dentre vários objetivos importantes, podemos ressaltar:
- Determinar, tão exatamente quanto possível, o custo da produção e de venda de um bem ou serviço;
- Avaliar estoques;
- Auxiliar na análise do desempenho individual de produtos, mercadorias, serviços, departamentos e do resultado global da empresa;
- Controlar o progresso da empresa em relação a seus planos orçamentários;
- Auxiliar o processo de tomada de decisões estratégicas e rotineiras do negócio.

O diagnóstico empresarial é um instrumento utilizado para fazer o mapeamento da situação global da empresa sob a ótica de seus proprietários, funcionários, clientes internos e principais clientes externos, como etapa essencial anterior ao planejamento.

Realizado por meio da aplicação de um amplo questionário, são levantadas as impressões dos colaboradores no tocante a questões abrangentes, tais como a prática do planejamento e gestão, a estrutura organizacional e seu funcionamento, os recursos humanos, as sistemáticas de comunicação e informatização existentes, a visão estratégica da organização; assinalando-se seus pontos fortes e pontos fracos e as medidas adotadas para a solução de problemas.

Destaca-se que o diagnóstico empresarial pode ser feito para qualquer tipo de empresa: indústria, comercio ou de serviços, sejam elas grandes, médias ou pequenas.

Comprar, produzir, vender, entregar, pagar, receber, tributar, contabilizar, contratar etc. Exemplos básicos de quão variáveis, são as atividades diárias, exercidas dentro de uma empresa.

Em um cenário onde o mercado apresenta mais desafios para os negócios, onde as exigências dos clientes, pressão por menores custos e menores preços, a gestão do negócio fica ainda mais difícil devido às constantes mudanças, seja pela complexidade das operações, pela concorrência ou pela própria evolução do negócio.

Um modelo de negócios descreve como as empresas desenvolvem suas rotinas e isso significa que possuem processos. O gestor precisa ficar atento para questões como: Quanto de mão de obra um determinado processo consome? Qual o custo da folha de pagamento deste processo? Quanto está processando por hora, por dia ou por mês? Qual a sua capacidade produtiva?

Assim, ao executar o mapeamento dos processos, será possível programar, acompanhar, controlar, corrigir, ou seja, atuar baseando-se em dados concretos medidos e extraídos de uma realidade gerenciada.

Neste contexto, o Indicador de desempenho, é uma ferramenta de gestão para se realizar a medição e o conseqüente nível de desempenho e sucesso de uma empresa ou de um determinado processo, focando no “como” e indicando quão bem os processos dessa empresa estão, permitindo que seus objetivos sejam alcançados.

Siga-nos

Atendimento via

WhatsApp

Atendimento via

WhatsApp